ONG Parceira do PortoWeb
Portoweb / Portal da Solidariedade / RS PARADESPORTO / Paradesporto / Rugby em Cadeira de Rodas / Matérias Relacionadas

RIVALIDADE E IMPACTO: A GARRA DOS HERÓIS DO RUGBY EM CADEIRA DE RODAS

Estados Unidos e Canadá na América, Austrália e Nova Zelândia na Oceania: mais do que adversários em quadra nos Jogos Paralímpicos

Rugby em Cadeira de Rodas é destaque nos Jogos Paralímpicos (Foto: ©Getty Images/Milos Bicanski )

Murderball, em português, poderia ser traduzido como jogo assassino. Quem assiste ao documentário homônimo dos estadunidenses Henry Alex Rubin e Dana Adam Shapiro, de 2005, entende os motivos de este ser o nome original do Rugby em Cadeira de Rodas. Surgido no Canadá em fins da década de 1970, coloca frente a frente atletas com deficiência em, pelo menos, três membros. Garra e amor ao jogo, porém, emanam da cabeça aos pés.

O esporte é parte do programa dos Jogos Paralímpicos desde Atlanta 1996. Tornou-se uma das principais atrações instantaneamente. O dinamismo dos duelos e o impacto constante entre os jogadores alimentam algumas das maiores rivalidades do mundo paralímpico.

PAIXÃO PELA BOLA OVAL: A volta do Rugby ao programa olímpico

Jogando em casa, os Estados Unidos levaram o primeiro ouro em uma final histórica contra o Canadá em 1996: 37 a 30. Em Sydney 2000, os arquirrivais norte-americanos se enfrentaram em uma das semifinais. Vitória apertada dos Estados Unidos novamente, por 40 a 35. Na outra semifinal, Austrália e Nova Zelândia decidiram a classificação nos últimos momentos. Vitória australiana em cima dos vizinhos por um ponto, 40 a 39. São apenas alguns exemplos de duelos inesquecíveis nos Jogos Paralímpicos.

Na final em 2000, os donos da casa experimentaram do próprio veneno: 32 a 31 para os EUA. O incrível equilíbrio entre as maiores forças do esporte se repetiu em Atenas 2004. O Canadá se vingou do rival continental nas semifinais, mas perdeu para os neozelandeses na decisão. Em Pequim 2008, Australia e Estados Unidos repetiram a decisão de Sydney 2000, novamente com vitória americana.

Para Londres 2012, o Murderball, ou Rugby em Cadeira de Rodas, tem uma pitada extra de emoção: o time da casa, a Grã-Bretanha, tentará conquistar sua primeira medalha na história dos Jogos depois de ficar no quase por três vezes. Os britânicos ficaram em quarto lugar em Atlanta 1996, Atenas 2004 e Pequim 2008. O “jogo assassino”, mais uma vez, mexerá com o coração dos fãs ao redor do mundo.

Sobre o esporte

Disputado em uma quadra do tamanho de uma de Basquete, o objetivo do Rugby em Cadeira de Rodas é levar a bola, do tamanho de uma de Voleibol, à linha de fundo do adversário, passando-a entre os cones, que marcam uma distância como as traves do Futebol. Os times são formados por quatro jogadores, e homens e mulheres jogam juntos.

fonte: RIO 2016



A+-     A  ?
» contatos

Rua Andradas 1560, sala 611
Centro - Porto Alegre-RS
Cep 90020-002

 (51) 3414-6381 (das 14h as 18h)
 Fale Conosco



ANUNCIE

AQUI

Saiba como






















Desenvolvimento PROCEMPA