ONG Parceira do PortoWeb

A Pele

Diane Arbus (1923-1971) foi uma das mais importantes fotógrafas americanas. Retratista, tinha como alvo, o que a sociedade considerava fora dos padrões estéticos. Seus protagonistas viviam no gueto, àmargem, e a preocupação de Diane era justamente retratar o que havia por trás da máscara que a pessoa ostentava. Suas dores, angústias e frustrações.

Antes de romper com as obrigações domésticas, era ajudante do marido, este sim um fotógrafo de anúncios publicitários. Era uma espécie de assistente de produção e responsável pelo figurino que as modelos usavam nas fotos. Mãe de duas garotas e entediada com seu casamento  decide começar a fotografar o misterioso vizinho do andar de cima.

Logo no inicio do filme o diretor Steven Shainberg (Secretária – 2003) avisa que se trata de uma história fictícia criada a partir da biografia da artista, escrita por Patrícia Bosworth. Tal informação o livra das cobranças de fazer um retrato fiel de Diane. Porém sua fantasiosa versão para o mundo da fotógrafa não agradou a crítica americana.

Creio que se você embarcar na história, poderá usufruir de um filme instigante, no meio de tanta obviedade nos cinemas. A Pele (Fur – 2006) é uma tentativa de sair da rotina, assim como sua protagonista.

Ao se envolver com o vizinho Lionel (Robert Downey Jr) que sofre de uma doença rara, que o faz ter pêlos por todo o corpo, Diane começa a ver beleza, onde normalmente não se veria. O contato dos dois, lembra o mesmo argumento do filme da Disney, A Bela e Fera. Só que o foco aqui é outro. Por trás daquele monte de pêlos, Diane ira descobrir (pasmem) uma pessoa. Não há feitiço, apenas uma doença que serve como metáfora para todos os pré-conceitos e estigmas que há na civilização.

Ver Diane tentando introduzir o amigo em seu ambiente familiar, mostra o quanto a artista ficou seduzida pelo diferente. Acostumada a beleza óbvia das fotografias do marido, Diane vai para o outro extremo e procura o conceito de beleza, em lugares onde teoricamente não há o conceito do belo.

O filme é isso, uma viagem particular do diretor pelo universo – digamos – caótico de Diane. Há beleza no filme de Shainberg, em partes pela própria Nicole Kidman ou nas metáforas construídas no filme. É para ser “lido” nas entrelinhas. O fato do marido, deixar a barba crescer, para competir com o vizinho, mostra a tentativa de salvar o casamento que se abalará com a ausência da mulher. Esta é apenas uma das sutilezas contidas no filme. Arrisque-se!

Trailer do filme

Informações Técnicas
Título no Brasil:  A Pele
Título Original:  Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus
País de Origem:  EUA
Gênero:  Drama
Classificação etária: 16 anos
Tempo de Duração: 122 minutos
Ano de Lançamento:  2006
Estréia no Brasil: 09/03/2007
Site Oficial:  http://www.furmovie.com
Estúdio/Distrib.:  Playarte Home Video
Direção:  Steven Shainberg

Elenco
Nicole Kidman … Diane Arbus
Robert Downey Jr. … Lionel Sweeney
Ty Burrell … Allan Arbus
Harris Yulin … David Nemerov
Jane Alexander … Gertrude Nemerov
Emmy Clarke … Grace Arbus
Genevieve McCarthy … Sophie Arbus
Boris McGiver … Jack Henry
Marceline Hugot … Tippa Henry
Mary Duffy … Althea
Emily Bergl … Allan’s New Assistant
Lynne Marie Stetson … Fiona (Naked Girl)
Gwendolyn Bucci … Dominatrix
Christina Rouner … Lois
Matt Servitto … Handsome Client



A+-     A  ?
» contatos

Rua Andradas 1560, sala 611
Centro - Porto Alegre-RS
Cep 90020-002

 (51) 3414-6381 (das 14h as 18h)
 Fale Conosco



ANUNCIE

AQUI

Saiba como






















Desenvolvimento PROCEMPA